Nacional Comic #01 – Open Bar Vol. 01

Nessa nova coluna que virá sempre as quartas-feiras, iremos apresentar obras nacionais que por muita das vezes não recebem a atenção devida. Esse post também irei aproveitar para divulgar a inauguração de um bar de um amigo meu, Wilker e como vamos falar sobre bar… Irei fazer a resenha sobre uma historia onde os personagens são tão reais que poderiam ser eu, você ou nossos amigos, poderiam ser mais que personagens em uma história em quadrinhos.

Ter um dos traços mais reconhecíveis do quadrinho nacional é para poucos. Olhando de longe, já dá pra afirmar se o desenho pertence ou não ao gaúcho Eduardo Medeiros. Suas formas lúdicas, quase infantis, se encaixam como luva nas tramas que se propõe a narrar: a vida comum de jovens e os caminhos tortos que seguem pela vida. Em novembro de 2015, durante o Festival Internacional de Quadrinhos, Medeiros lançou Open Bar vol. 1 pelo selo Stout Club. Um dos criadores do selo é o brasileiro Rafael Albuquerque que trabalha para a DC e desenhou Batman, Vampiro Americano e atualmente tá desenha Batgirl em Rebirth;

openbar

Capa de Open Bar Vol.01 de Eduardo Medeiros.

Em Open Bar, Barba e Leo são amigos inseparáveis e já passaram por poucas e boas, lado a lado. Agora, assumiram juntos o bar que Barba herdou do pai, e se encontram frente a um grande desafio que não será nada fácil: fazer o negócio dar certo.Uma história em quadrinhos cheia de emoções e surpresas, contada com o característico humor ácido de Eduardo Medeiros. A trama do bar deixado de herança nem é tão importante quanto a relação entre os personagens. Eu admiro o humor auto-depreciativo dos seus personagens. Eles estão sempre rindo de si mesmos – ou entrando em situações que parecem grandiosas, mas na verdade são ridículas. Em Open Bar, o humor está lá, não tão escrachado como em A História Mais Triste, sua primeira obra, pois trata de assuntos mais sérios, como morte e traição amorosa.

open

Seus trabalhos têm como característica um diálogo bastante fluído. Os personagens não falam de jeito empolado, cheio de frescura. Pelo contrário: são pessoas comuns, que falam de uma maneira comum, encontrada em qualquer rua de qualquer cidade do País. É excelente a forma como a trama vai crescendo, abordando temas mais densos, até o final inesperado e bizarro, com um enorme gancho para uma sequência. Muitas das vezes parece que os personagens são seus amigos de tão humanos que são. Recomendo a leitura de Open Bar. Temos tido grandes surpresas de obras nacionais, onde apresentam tanto o texto como arte de alto nível. Venho lendo bastantes quadrinhos brasileiros e lhe digo que não deixa nada a desejar em relação aos de outros países.

Se você quer se reunir com os amigos, bater um papo e se divertir escutando uma boa música, eu lhe indico o Kings Pub (Fanpageque inaugura dia 01 de Julho. Local: Av: Padre Júlio 1148. Entre Odilardo Silva e Jovino Dinoá. Curta a fanpage no facebook e siga as novidades e acompanhe com eles a contagem regressiva para a inauguração. Espero você lá na sexta-feira para batermos um papo :b. Obrigado pela visita e até mais! Tchau!

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s